Dieta Low Carb

Não é dukan

não é Atkins- mas quase

eu to seguindo uma dieta low carb.

sim, eu estou gostando e parece que estou perdendo peso.

Digo “parece” pois ainda não tive coragem de encarar a balança. Mas estou mantendo um diário com fotos.

Além da dieta, eu escolhi fazer um jejum de 13h, 2x na semana. O Jejum, por incrível que pareça, é a melhor parte da dieta. O dia em que eu percebo o quanto consigo viver sem comida, e o quanto as pessoas comem.

Todos os meus dias de Jejum foram prazerosos. Basicamente eu janto e no outro dia só me alimento por volta das 14h.

eu to lutando. e isso está sendo maravilhoso, ter me levantado após ter levado pancadas fatais na minha tendência a obesidadeIMG_20160625_120117

fds e a new hope

este fds foi interessante, primeiro fds descansando. sinto como se voltasse a vida. Minha cama ainda não deixou de ser meu habitat, mas agora parece menos agradável que antes. Eu arrumei a casa e fiz uma sopa no sábado, no domingo eu fiz uma pipoca natural e mastiguei e mastiguei. Good morning compulsão, here we go again.

Mas… algo bom está acontecendo, isso eu não posso negar. estou tendo consciência do meu problema. meu peso tornou-se uma preocupação. um fio de motivação está ganhando corpo naturalmente. É a chama da esperança se acendendo. eu posso?

eu posso.

9b19917fa1bf6f09de61c75bd2a65ae1

um dia de cada vez

Hj eu comi pizza,

não estava programado.

eu evitei pão, massas, carboidratos em geral.

levei um dia ativo. Mas à noite meu marido chegou com a droga: pizza.

eu recai.

eu disse sim quando deveria ter dito não

comedora compulsiva é o que sou. é o que vou ser pro resto da vida

mas obesa. depende de mim

ter diabetes, hipertensão e deixar minha família mais cedo por não ter levado a sério, depende de mim

eu sou obesa por dentro, sempre serei

nunca, absolutamente nunca vou conseguir viver como vive uma pessoa magra. do mesmo jeito como um alcólatra nunca vai conseguir beber apenas socialmente sem gasto de energia e dor.

a comida é meu crack. e é potente porque está em todo canto e é lícito.

hj eu recai mas amanhã é um novo dia para dizer: já chega de comer compulsivamente.

emagrecer? uma consequência possível… mas que não deveria ser o foco.

ser saudável e lidar psicologicamente bem com a comida é o foco.

-1

lutando pela motivação

saddagora além de anotar  o que como….vou trazer a ergométrica para dentro de casa.

quero ver quando vou descobrir como comer menos de novo.

Minha fome é tão intensa que parece um problema fisiológico…. Meu cansaço físico também.

Não tem problema fisiológico maior que o stress, pro corpo da gente. Aliás, o stress é a base de todo problema fisiológico.

Mas estou preocupada e continuo comendo. ás vezes eu tento procurar onde tenho opção de mudar. Mas eu vejo que está difícil!

As férias estão chegando e eu estou esperançosa de conseguir seguir um plano de dieta e exercícios.Voilá!