aborrecimento e apetite

Ontem estavamos indo para um casamento do primo do Caio em Pará de minas, quando de repente acontece o imprevisto dos imprevistos. O carro do caio quebrou na estrada, mesmo após ter passado por uma revisão na oficina. Puxa, eu havia me preparado tão bem para este casamento, roupa nova para mime para Melzinha, cabelos, unhas, corpo bem malhado a semana toda.

Reparei que no momento do ocorrido eu só pensava em comida. por sorte comprei estrategicamente umas barrinhas de cereal trio, que devorei rapidamente, enquanto o meu marido sem comida há umas 8h sequer pensava em se alimentar e eu só e-sentia uma fome de matar. rs

Faz uns dias já que estou reparando que eu e meu marido reagimos diferentemente às frustrações. Eu, quando estou triste estou sempre tentando beliscar uma ” coisinha gostosa” para compensar o meu vazio interior, enquanto ele tem a imensa sorte de ter o apetite completamente diminuido, a ponto de não sentir vontade e nem prazer em comer nada.

Sim, o que eu estou querendo dizer é que atualmente sou magra por fora, mas por dentro o meu motor apresenta alguns defeitos que eu ainda não sei se são defeitos de fábrica ou são defeitos provocados pelos hábitos ruins que adquiri ao longo da minha vida, que me fizeram engordar quando me frustrei ou levei “tombos” ao longo do meu caminho. E foram muitos, decepções amorosas, fracassos estudantis e profissionais, perdas que me deixaram deprimida.

Estou sob controle mas tenho que admitir que tenho medo. E já que entendi a forma como reajo frente as frustrações, gostaria de tentar corrigir esse hábito ou ”defeito de fábrica” antes mesmo que eu possa vivenciar situações que poderiam me levar a um desajuste. quem sabe se eu trocar algumas peças lá no fundo do meu incnosciente, substituir os significantes que me fazem achar que vazio da alma se preenche com comida. agora é só tentar descobrir como se faz isso. Preciso urgentemente de umas aulas de mecânica da alma. rs

e aí, alguém tem alguma sugestão?

beijos

Advertisements

3 thoughts on “aborrecimento e apetite

  1. Eu adquiri a compulsão no meu primeiro casamento aff revertia sentimentos por comida e engordei muito muito mesmo, parecia grávida prestes a ganhar nenem todo mundo perguntava de quanto tempo eu estava, não tinha folego pra nada.
    Vou ser sincera não somos magra e nem seremos só estamos magras e temos que nos manter sempre vigilantes pra ficarmos assim, minha sogra tem 10 anos que emagreceu 30 kg com ginastica e R.A, mas até hoje ela controla alimentação e faz exercicios ela curte a vida, mas depois faz a compensação até voltar ao peso.
    Essa é nossa vida assim como um alcolatra somos viciadas em comida temos que ter cuidado de evitar o primeiro gole.
    Bjs linda tenha uma otima semana!

  2. concordo Lillian, inclusive no fantástico dessa semana falou que nunca perdemos as células de gorduras que adiquirimos quando emagrecemos, elas apenas “murcham”.
    fiquei triste ao saber disso, mas agora tentando ver por um lado mais otimista, é uma boa chance para aprendermos a ter diciplina. e se aprendemos a diciplinar a boca, aprendemos a diciplinar outros setores da nossa vida também.

    🙂

    beijos e brigada pela visitinha sempre…

  3. Sempre estarei aqui, pro que precisar, uma dá força pra outra e assim vamos vencer, teremos o corpo dos nossos sonhos, e aprenderemos a nos conhecer melhor e saber dos nossos limites!
    Bjs

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s